sábado, 10 de dezembro de 2011

Mulher: entre a cozinha e a cama

A matéria de Diana Ribeiro no blog Obvious  me deixou admirada. Ela apresentou pinturas da mexicana Ana Tereza Fernandez que maravilhosamente conversa em imagens sobre a mulher. Esta que não deixa de cuidar da casa (mesmo que seja uma patroa, ao contrário do que pode-se pensar) e mesmo assim quer  manter sua feminilidade, sua sensualidade.

São mulheres fortes retratadas em sua tarefa domiciliar com a estética de dançarinas de tango em cenas que indicam o antagonismo da "dama na mesa, puta na cama", segunda Diana.



Vendo as pinturas, muito bonitas, percebo uma crítica a procura estética da perfeição, não somente visual, a perfeição do corpo, mas de comportamento. A mulher que quer estar sempre perfeita para o momento preciso, e quando acha que não está, fica insatisfeita.  Mas é uma perfeição cobrada pela própria  mulher, não mais apenas pelo homem,  já que faz alguns anos, desde que elas queimaram o sutiã, asumiram seu papel ativo no mercado de trabalho, nos estudos, na qualificação profissional, sem deixar de cuidar de sua casa, se sua família. E isso é um dia-a-dia árduo para as patroas, que tem que tomar cuidado para não se cobrar tanto.



As pinturas de Ana Teresa Fernandez são lindas, confira mais aqui.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget