sábado, 7 de abril de 2012

Há (muitas) vagas para domésticas

Deu no O Globo Economia de hoje. As mulheres da classe média estão se adaptando  à classe de trabalhadoras domésticas escolarizada que não encontra bons salários trabalhando em casas de família.
Tenho que parabenizar à  Fabiana Ribeiro, jornalista (aliás hoje é dia deles), por que pela primeira vez li uma reportagem com partes que percebem o quanto as patroas também precisam de apoio para dar conta de sua vida profissional e de sua vida doméstica. Um apoio governamental, um apoio empresarial.  Ossos do ofício de uma vida mais moderna, com flexibilidade de horários de trabalho. Afinal não somente a classe doméstica está em mutação pela contemporaneidade, mas também as mães, os pais, mulheres e homens em seu papel na sociedade.
Veja a matéria aqui.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget