quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

IBGE divulga: salário de domésticas tem o maior ganho real de salário

Segundo dados divulgados ontem pelo IBGE, o salário das domésticas foi "o setor da economia com maior ganho real de salário". O aumento foi de 6%, sendo que no Rio de Janeiro registrou a alta de 6,6%. O  segundo setor de maior ganho foi o comércio com 4%.

Incrível mesmo, para mim, foi superar a indústria e a construção civil, setores que geram receitas significativas para empresas ou sejam, empresas com potencial de bom lucro com a produção do trabalhador e que também repassam ao consumidor o aumento de custos e encargos que sofrem em sua cadeia produtiva. A alta dos salários do setor doméstico, por outro lado, impacta em pessoas físicas,  que não lucram com a produção da doméstica, por que, simplesmente,  o emprego doméstico não pertence a uma cadeia produtiva de negócios. Ou seja: isso é um absurdo!!

Ai das patroas assalariadas que não conseguem, com seus dissídios quase miseráveis em relação à inflação, tal ganho real de salário.

Sabe-se que é cultural do brasileiro, por vários fatores,  ter uma doméstica para as atividades rotineiras da casa. Devido aos salários cada vez mais altos e aos encargos obrigatórios que vem sendo aprovados pelo governo, a opção realmente será não oferecer mais o emprego em casa, o que  irá trazer questões  de adaptação e reorganização das atividades domésticas entre os familiares habitantes do mesmo teto. Fato é que haverá menos oferta de emprego doméstico nos lares de classe média.

E aí, seu governo? Assim tá bom para quem?

Abaixo selecionei links com reportagens para quem quiser mais informações sobre os dados do IBGE:

Salário de domésticas é o que mais sobe no país - Minha cara Doméstica - O Globo 27/02/2013

Novo retrato do Brasil - Salário de doméstica é o que mais sobre no país

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget