quinta-feira, 25 de junho de 2009

Semaninha...

A minha semana começou péssima. Segunda-feira a minha empregada não apareceu logo cedo. E eu tinha que ir trabalhar. Tentei ligar para o celular dela e nada. Meu marido ficou com as crianças até a hora da aula. Ele ajeitou o almoço e lavou a louça.

A moça ligou para minha casa lá pelas onze horas da manhã e falou que estava doente. Deixei para ligar para a casa dela de noite quando eu estivesse em casa. Saí correndo do trabalho para pegar as crianças na hora da escola, dar janta, ajeitar a casa, etc.

De noite, quando liguei, a irmã dela, que atendeu ao telefone, nem sabia onde ela estava. Pensou que ela tivesse ido trabalhar e ficou fula da vida. Ficou dizendo que a garota era muito irresponsável e que isso não ia se repetir blá-blá. Reclamou montes!

A irmã me deu um número de celular diferente do que eu já tinha tentado falar pela manhã. Liguei. A menina atendeu com a maior voz de sono. Disse primeiro que tava doente. Perguntei se ela tinha ido ao médico, ela disse que sim e depois que não, se enrolou toda na história.

Eu já tinha ido ao trabalho quando a moça apareceu na terça de manhã. Na hora do almoço, ela disse ao meu marido que tinha assistido a um "pega", um que estava transmitindo na Tv. Um "pega" lá em Duque de Caxias.

Como pode? Ela foi ver um "pega" e nem quis saber se tinha que ir trabalhar? E ainda falou disso com a maior naturalidade! Que é isso?

Dispensar de uma hora pra outra não dá. O horário da escola não bate com o meu horário de trabalho e nem do meu marido.

E eu, mesmo com a minha paciência e cara de bocó (que é o que devo ter pra alguém achar que pode fazer isso na maior), não quero nem mais conversar. Acho que não adianta na-da! Ilusão jamais!

Esta semana realmente está agitada. Já tem colégios no Rio com casos de gripe suína! E é com os filhos que mais nos preocupamos. A troca de e-mails foi frenética entre nós pais.

No mundo, morreu a Farrah Fawcett, pantera que foi referencia de beleza e de um corte de cabelo meu na minha adolescencia, e Michael Jackson, que cresci vendo ser um astro em suas fases diferentes de carreira. Tempos em que eu não tinha essas preocupações e chateações com empregada!

Era apenas uma filha feliz e nem sabia.

E ainda é quinta-feira.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget